Caligrafia não é tão difícil quanto parece!

Por: Marina Viabone - 10/09/2018

Olá! Meu nome é Marina Viabone, eu sou arquiteta e, hoje em dia, trabalho com lettering e ilustração
Comecei a praticar a caligrafia e o lettering seis anos atrás. Descobri, na internet, pessoas que davam pequenos tutoriais de como usar as canetas da forma correta e fui treinando conforme os ensinamentos que eu recebia nesses vídeos.

Imagem Arte
Imagem Arte

Depois que me apaixonei por esse universo, fui buscar mais conhecimento através de cursos e livros sobre caligrafia, tipografia e lettering.

E percebi que para fazer um trabalho bem feito, não é necessário ter uma letra bonita ou mesmo saber desenhar. O que faz com que você seja bom em caligrafia é treinar! :)

Imagem Arte
Imagem Arte

Eu percebo, pelo meu contato com as pessoas na internet, que muita gente desiste sem nem ao menos tentar. Então, quero te ensinar como fazer letras cursivas usando canetas de ponta pincel, como a Pitt Artist Pen da Faber-Castell. Juro que não é tão difícil como parece!

Imagem Arte

1. Vamos começar com um exercício para entender como a caneta funciona, ok? Quando eu vou com a caneta na direção “subindo”, eu coloco pouca pressão e o traço sai fino. E quando eu vou com a caneta na direção “descendo”, eu coloco mais pressão e o traço sai grosso. Isso acontece porque a caneta ponta pincel tem essa flexibilidade.

Imagem Arte

2. Repita algumas vezes esse movimento “sobe-desce”. No começo, o traço pode ficar meio tremido, mas é normal. O aperfeiçoamento vem com a prática! ;)

Imagem Arte

3. Agora vamos treinar o formato oval. Vamos precisar dele para escrever várias letras depois. Repita esse exercício algumas vezes também.

Imagem Arte

4. Quando você estiver se sentindo mais seguro após os exercícios iniciais, é só partir para as letras.



Gostou e quer aprender mais?

Vídeos inspiradores



Marina Viabone é arquiteta de formação e trabalha com lettering e ilustração. O contato com a arte das letras começou há seis anos a partir de tutoriais na internet e, hoje, leva seus aprendizados adiante com muita cor, técnica e personalidade.



Comentários:

Para comentar você precisa estar logado.

Viviene Gonçalves 12/09/2018 16:20:59

Tenho a mesma dúvida do Gabriel. Também sou canhota.

Nanda Atelier 11/09/2018 22:30:04

Não vi o passo a passo abaixo do item 4

Gabriel Tubbs 11/09/2018 10:11:59

Oi, Marina! Tudo bem? Preciso tirar uma dúvida. Eu treino muito caligrafia com canetas de ponta brush, mas não consigo acertar. Sinto que a dificuldade está no fato de eu ser canhoto, o que inverte a posição da caneta. Mas não tenho certeza se é isso. Você pode me dizer se há alguma dica específica para quem é canhoto? Obrigadão pelo seu trabalho.